Top
DESCONTOS DE VIAGEM

Roteiro de viagem de carro na Chapada Diamantina

Roteiro de viagem de carro na Chapada Diamantina

Planejando visitar a Bahia? Confira aqui o a sugestão de roteiro de viagem de carro na Chapada Diamantina.

A nossa sugestão de roteiro de viagem completo na Chapada Diamantina se baseou na seleção de atrações que consideramos imperdíveis e na montagem de um roteiro coerente e contínuo para facilitar a locomoção e evitar o desperdício de tempo.

Clique aqui para acessar o nosso post índice com todas as publicações sobre a Chapada Diamantina.

Montamos um roteiro básico para ser feito de carro, pois consideramos que se você tiver viajando com um grupo a partir de duas pessoas, vale muito a pena alugar um carro em Salvador para conhecer a Chapada Diamantina de forma independente.

Para alugar o seu carro através da Rental Cars e com cancelamento gratuito clique aqui.

Embora a viagem de carro seja longa – cerca de 5 horas ou mais -, a facilidade e a mobilidade para conhecer as principais atrações da Chapada Diamantina são fatores muito importantes e devem ser considerados em seu planejamento de viagem.

Contudo, sabemos que são muitos os motivos para escolher não viajar de carro para a Chapada Diamantina, portanto, se você estiver considerando a possibilidade de viajar de ônibus, esse post também servirá para você, pois daremos dicas de como fazer os passeios com excursões.

 

Premissas do roteiro

 

Antes de começar a ler o post é importante ressaltar que adotamos as seguintes premissas para elaborar o roteiro:

1 – A viagem será feita de carro;

2 – O início dela será em Salvador, a cidade com o aeroporto internacional mais próximo da Chapada Diamantina;

3 – Que você busca conhecer as melhores trilhas e atrações da região.

Essa é uma sugestão de roteiro, portanto sinta-se a vontade para alterar a ordem das atrações da forma que for mais conveniente. Você pode baixar o roteiro em PDF para imprimir e levar, é só clicar aqui.

Para apoiar a sua programação de viagem consulte o mapa que disponibilizamos em nosso guia completo.

 

Roteiro de carro pela Chapada Diamantina

 

 

1º Dia – Viagem de carro, Poço Azul e Poço Encantado

 

Para o primeiro dia sugerimos que começe a viagem muito cedo ( em torno de 5 horas da manhã) para que consiga aproveitar mais as atrações e otimizar o tempo de sua viagem.

Saia de Salvador no primeiro horário da manhã, pegue a rodovia BR 324 com sentido à cidade de Feira de Santana. A distância entre as duas cidades é de 106 Km.

No anel rodoviário de Feira de Santana, contorne a cidade e pegue a saída do Anel no sentido Rio de Janeiro. Ande por mais 8 quilômetros, e pegue a saída em direção a Ipirá.

A distância entre Feira de Santana e Ipirá é de 100 km. Chegando em Ipirá, logo após o posto de gasolina que fica na entrada da cidade, dobre à esquerda para pegar a rodovia que liga Ipirá à cidade de Itaberaba, que é a BA 488.

A distância entre Ipirá e Itaberaba é de cerca de 70 km. Saindo de Ipirá pegue a BR 242 no sentido de Lençóis (que vai para Brasília).

Se quiser parar para fazer um lanche ou almoçar (caso resolva sair de Salvador mais tarde) prefira fazer uma parada em Itaberaba, no Posto Santa Helena. A estrutura do posto e do restaurante é a melhor do caminho, pode confiar!

Na BR 242, antes da entrada para Lençóis, fique atento à sinalização indicando a entrada para a BA 142.

Entre na BA 142 e você terá duas opções:

– Entrar na estrada que leva ao Município de Nova Redenção, seguir por aproximadamente 25 km em estrada asfaltada e por mais 8 km em estrada de terra.

– Entrar onde as placas do Poço Azul estão fixadas, depois da entrada de Nova Redenção e percorrer 18 km de estrada de terra.

Sempre preferimos a primeira opção, pois embora seja mais longa, é mais gentil com o carro.

Você vai visitar a primeira de muitas atrações imperdíveis da Chapada Diamantina e se encantar com o incrível Poço Azul. Para ler o nosso post completo sobre o Poço Azul, clique aqui.

No Poço Azul você vai encontrar um restaurante e pode almoçar por lá. Se sair de Salvador na hora sugerida, vai chegar no Poço Azul e aproveitar a flutuação por volta de 12 horas.

Em frente ao Poço Azul há um rio, que pode ser atravessado por balsa e a travessia custa cerca de R$ 5,00 por carro.

Atravesse o rio e siga em direção ao Poço Encantado. Peça indicação do caminho até o Poço Encantado aos nativos que operam as balsas.

{ A ordem de visita dos Poços que sugerimos não é a mais indicada, pois a incidência do sol no Poço Encantado ocorre antes da incidência no Poço Azul e seguindo essa lógica, a ordem do roteiro deveria ser invertida. }

Se estiver disposto pode inverter e visitar primeiro o Poço Encantado siga até o Município de Itaetê na BA 142 e procure pelas placas indicativas do poço. De lá siga pelo caminho de terra até o Poço Azul e siga a continuação sugerida.

Nós geralmente visitamos o Poço Azul antes, pois desta forma seguimos o contra fluxo dos visitantes e evitamos uma espera ( que pode ser de horas ) nas filas para visitar as atrações.}

Depois de visitar o Poço Encantado siga para Igatu. Há uma estrada de terra que liga o Poço Azul a Igatu. Nós fizemos esse percurso seguindo um guia que conhecemos lá, o Dimitri do Chapada Trekking de Igatu e foi super tranquilo.

Pergunte antes se o caminho está em boas condições e direcionamentos para chegar em Igatu. Caso prefira não arriscar, volte para a BA 142 e siga até Igatu.

Finalize o dia com um passeio em Igatu, uma das cidades mais charmosas que já visitamos. Clique aqui para ler o post completo sobre Igatu.

 

2 º Dia – Igatu (cachoeira)

 

O primeiro dia do roteiro foi super intenso e cheio de atrações incríveis, já o segundo dia merece um pouco de descanso e novas atrações de tirar o fôlego.

Igatu é a nossa queridinha da Chapada Diamantina. Não há como não se apaixonar pela cidade.

Tudo por lá é único e lúdico. Se quiser saber mais sobre a nossa história de amor por Igatu, clique aqui.

Para este dia escolha uma – ou duas – trilhas para fazer em Igatu.

Nós sugerimos a trilha da Cachoeira da Califórnia e/ou a Cachoeira das Cadeirinhas e Cahoeira das Pombas. Clique aqui para saber mais sobre estes passeios em Igatu.

Não deixe de fazer o roteiro que sugerimos no post sobre os passeios em Igatu para conhecer mais um pouco sobre a cidade, sua história e se apaixonar por este charmoso paraíso da Chapada Diamantina.

 

3º Dia – Mucugê e Ibicoara

 

O terceiro dia também será incrível. Prepare-se para se despedir de Igatu e siga para Mucugê, que fica a cerca de 30 km de distância pela BA 142.

Antes de chegar na cidade você vai ver as placas indicativas do Projeto Sempre Viva, que tem muitas atrações e belezas naturais.

Há uma estrutura super bem montada no parque, com estacionamento, guias, trilhas sinalizadas e um Museu do Garimpo.

Aproveite para conhecer as cachoeiras incríveis do parque, como a Tiburtino e a Piabinha.

Dedique algumas horas ao parque e depois siga para conhecer Mucugê, uma cidade super charmosa.

Por lá você vai encontrar muitos restaurantes para almoçar.

Não deixe de passar no Cemitério Bizantino na saída da cidade rumo à Ibicoara. Para ler o post completo sobre Mucugê clique aqui.

Depois de conhecer a charmosa Mucugê siga para Ibicoara pela BA 142.

 

4º Dia – Cachoeira do Buracão

 

Ibicoara é uma cidade que não tem tanta personalidade quanto as outras da Chapada Diamantina, mas recebe muitos visitantes por abrigar duas das mais famosas e lindas atrações da Chapada Diamantina, a Cachoeira do Buracão e da Fumacinha.

A Cachoeira do Buracão é uma atração imperdível para quem visita a Chapada Diamantina e pode ser acessada através de uma trilha que é feita parte de carro e parte andando, sendo obrigatório a companhia de um guia local.

O passeio a Cachoeira do Buracão dura boa parte do dia e vale muito a pena ser feito em sua viagem.

Para consultar o nosso post completo sobre a Cachoeira do Buracão clique aqui.

 

5º Dia – Fumacinha (?)

 

A Cachoeira da Fumacinha é uma das mais incríveis da Chapada Diamantina, mas a trilha que leva até ela é longa e considerada difícil.

São cerca de 8 horas de caminhada, incluindo o percurso de ida e de volta, mas que são certamente recompensados pelo visual de tirar o fôlego da Cachoeira da Fumacinha.

Esse é um passeio opcional. Se considerar que não tem condicionamento físico ou interesse para conhecer a atração pule esse dia e vá direto para o Vale do Capão.

Clique aqui para acessar o post com informações sobre a Cachoeira da Fumacinha

 

6º Dia – Vale do Capão

 

O Vale do Capão é um dos mais incríveis locais da Chapada Diamantina. A energia do vale é incomparável e as atrações por lá são incríveis.

Muitos fazem apenas um bate e volta de um dia para o Vale do Capão, mas o nosso conselho é que não deixe de conhecer e viver a energia do Vale por pelo menos dois dias.

Para entender a nossa adoração pelo Vale do Capão, leia o nosso post sobre a região.

Como Ibicoara está situada no extremo da BA 142, voltar por toda rodovia e depois seguir pela BR 242 seria muito distante e cansativo.

{ Não se preocupe, temos uma super dica de insiders para você: Volte pela BA 142 até a altura de Mucugê e de lá pegue a estrada de terra que segue para o Vale do Capão, passando pelo povoado de Guiné. A estrada é toda de terra, mas compensa e muito seguir por ela e não ter que fazer todo o caminho até a BR 242.}

Aproveite para passar em alguma das Cachoeiras que ficam perto do Vale do Capão no caminho, como o Riachinho ou a Conceição dos Gatos.

Veja aqui o post sobre as atrações do Vale do Capão e escolha a sua Cachoeira do dia para combater o cansaço da viagem de carro.

Aproveite a noite na Vila do Capão e recarregue as energias para o dia seguinte.

Para consultar a nossa dica de pousada no Vale do Capão clique aqui.

Para ler o nosso post sobre os restaurantes no Vale do Capão clique aqui.

 

7 º Dia – Vale do Capão – Cachoeira da Fumaça

 

A Cachoeira da Fumaça é a atração mais procurada pelos visitantes do Vale do Capão e uma das mais incríveis da Chapada Diamantina.

A trilha de cerca de 4 horas, incluindo o trajeto de ida e de volta recompensa o visual que se tem de uma das maiores cachoeira do Brasil.

É, sem dúvidas, um passeio imperdível para quem visita a Chapada Diamantina. Para consultar o nosso post completo sobre a Cachoeira da Fumaça clique aqui.

A trilha para a Cachoeira da Fumaça geralmente começa cedo pela manhã e o retorno ocorre no início da tarde.

Neste mesmo dia você pode conhecer outra cachoeira perto do Vale do Capão, o Riachinho ou a Conceição dos Gatos.

 

8º Dia – Vale do Capão opcional (?)

 

Se você tiver tempo para conhecer a Chapada Diamantina com calma, sugerimos que invista mais um dia no incrível Vale do Capão.

Um dos passeios mais lindos do Vale é a trilha do Morrão e Águas Claras.

É um passeio leve e maravilhoso, que vai te render excelentes momentos e recordações.

Clique aqui para ver o nosso post sobre as atrações do Vale do Capão e decidir se vai ficar mais um dia por lá

 

9º Dia – Pratinha, Gruta da Lapa Doce e Morro do Pai Inácio

 

Começe o dia cedo e siga pela estrada de terra que liga o Vale do Capão a Palmeiras (18km). Clique aqui para acessar o post completo sobre a Pratinha.

Da entrada de Palmeiras siga pela BR 242 no sentido Brasília por menos de 10 km e entre na BA 122, a via que segue para Iraquara. Fique atento na sinalização da estrada.

Siga por cerca de 20 km e entre na via sinalizada até Iraquara/Pratinha. Depois de passar por um povoado preste atenção nas placas indicativas e siga no trecho de terra que leva à Fazenda da Pratinha (8km).

Saindo da Pratinha volte para a BA 122 e siga para a Gruta da Lapa Doce. Fique atento às placas de sinalização da entrada.

Depois volte para a BR 242 e siga para o Morro do Pai Inácio. Clique aqui para acessar o post completo sobre o Morro do Pai Inácio

Do Morro do Pai Inácio siga para Lençóis e programe-se para dormir lá.

 

10º Dia – Cachoeira do Mosquito

 

Lençóis é a mais popular cidade da Chapada Diamantina, para acessar o post completo sobre Lençóis clique aqui

Recebe a maioria dos turistas que visitam a região e oferece uma boa estrutura de restaurantes e de hospedagem.

Uma das mais incríveis atrações de Lençóis é a Cachoeira do Mosquito, clique aqui para acessar o post completo sobre a Cachoeira do Mosquito.

Além de ser incrível, a trilha para acessar a Cachoeira é super tranquila, o que a torna um “must do” da Chapada Diamantina.

É muito tranquilo acessar a Cachoeira do Mosquito de carro ou por excursões.

Da entrada de Lençóis, basta seguir pela BR 242 até a placa de sinalização da entrada da Cachoeira do Mosquito.

De Lençóis até a entrada para a Cachoeira do Mosquito são apenas 8 km no sentido Salvador.

Desta entrada você deve percorrer mais 13 km de estrada de terra até chegar na Fazenda Santo Antônio, que abriga a maravilhosa cachoeira. O caminho está bem cuidado e sinalizado!

Depois de percorrer os 13 km você vai chegar na Fazenda Santo Antônio. Lá você deve pagar o ingresso, que custa R$ 15,00 e percorrer mais 6 km de terra até a entrada da trilha da Cachoeira do Mosquito.

 

11º Dia – Lençóis

 

Aproveite o último dia para conhecer alguma atração perto de Lençóis.

São muitas as opções disponíveis que agradam todos os tipos de viajantes. Há trilhas curtas e passeios mais radicais e longos.

A nossa sugestão é que visite o Marimbus, conhecido como o Pantanal da Chapada Diamantina.

A comunidade quilombola que promove os passeios para o Marimbus fica a uma curta distância do Centro de Lençóis e o passeio é considerado um dos mais incríveis da Chapada Diamantina.

 

12º Dia – Volta para Salvador

 

Infelizmente chegou a hora de voltar para Salvador e de lá seguir o seu destino.

Siga as nossas dicas de como chegar na Chapada Diamantina de carro para voltar e tenha uma boa viagem!

Gostou do nosso Roteiro completo para conhecer o melhor da Chapada Diamantina? Clique aqui e abra o PDF para imprimir e levar para a sua viagem!

Esperamos que o nosso Roteiro da Chapada Diamantina tenha ajudado você a planejar a sua viagem.

Se precisar de ajuda ou quiser fazer alguma sugestão, envie um comentário, nós adoraríamos ouvir você!

 

Gostou das dicas? Planeje a sua viagem através dos links indicados e ajude o blog com uma pequena comissão. Obrigada 🙂

– Reserve já seu hotel com cancelamento grátis através do Booking.com ou se preferir, reserve seu hotel através da Hotéis.com e pague em em até 12x no cartão sem o IOF

– O seguro viagem é item importante para a sua viagem, sendo obrigatório para os países da Europa. Faça já a sua pesquisa com a Real Seguros, compare as cotações dos melhores seguros e pague em até 6x sem juros. Não deixe de conferir também a cotação da Mondial Seguros e ganhe 15% de desconto comprando através do blog

– Já conhece o Airbnb? Cadastre-se aqui e ganhe R$ 100 de bônus no Airbnb para usar na primeira reserva – é grátis!

– Compre os ingressos com antecedência e evite filas. Confira todas as opções de ingressos, passeios e shows da Viator e também os descontos imperdíveis da Ticketbar

– Vai viajar de carro? Reserve já o carro para sua viagem com cancelamento gratuito através da Rental Cars, a melhor plataforma para comparação de preços entre as empresas de aluguel, com o melhor serviço de atendimento ao cliente

– Passagens aéreas, hotéis e pacotes baratos na Decolar.com – clique aqui e confira as ofertas imperdíveis

– Roteiros Personalizados: Se preferir, podemos planejar a sua viagem e elaborar um roteiro sob medida para você. Saiba mais clicando aqui e entre em contato através do email contato@omundoepequenoparamim.com.br

Arquivado em: América do Sul, Bahia, Brasil, Chapada Diamantina, Viagens de Carro
 

Agradecemos muito se organizar a sua viagem com links abaixo (com descontos!), pois vai incentivar o blog com uma pequena comissão sem pagar nada a mais por isso. Obrigada desde já!

ㅤHOTEL: Reserve com tarifas diferenciadas com a Booking.com

ㅤAIRBNB: Cadastre-se e ganhe R$ 190 de bônus no Airbnbpara usar na primeira reserva - é totalmente grátis!

ㅤSEGURO VIAGEM: Pesquise com a Real Seguros e também com a Seguros Promo (5% com o código "OMUNDOEPEQUENO5"!)

ㅤINGRESSOS: Evite filas com ingressosda Get Your Guide ou com a Ticketbar

ㅤALUGUEL DE CARRO: Cote com a Rental Cars e também com a Rent Cars e conte com assistência em português

ㅤINTERNET: Chip internacional com a Viaje Conectado (15% de desconto com o código "omundoepequenoparamim") e também com a Easysim4u

ㅤPASSAGEM AÉREA: Passagens aérea com tarifas imperdíveis com a Passagens Promo

 

LEIA TAMBÉM...

Lara Nogueira

Sobre Lara Nogueira

No blog, Lara une a sua paixão por viajar com a de escrever. Seus relatos têm o objetivo de fazer os leitores viajarem (antes mesmo de sair de casa) através de um estilo único de narração que invoca os sentimentos e sentidos, combinada com dicas úteis e imagens dos destinos que visita.

Sua curiosidade e fascinação pelo novo fazem com que esteja sempre em busca de experiências únicas. Não é a toa que deixou a calorosa Bahia para chamar Estocolmo na Suécia de lar!

Comentários

  1. AvatarRogerio RK diz

    Olá boa tarde, meu nome é Rogerio RK sou Rapper aqui em São Paulo, meus País são da região da chapada diamantina e recentemente fiz uma música homenageando a chapada, o vídeo clip é uma super produção do diretor e cineasta vras.

    Confira o vídeo e veja as lindas imagens da chapada nesse CLIP – you tube videos – La Postura ( De Partida )

  2. AvatarMarcela diz

    Lara,
    Por conta das estradas de terra, qual modelo de carro vc indica? Pode ser um carro pequeno ou é preciso ser um SUV (tipo Duster etc)?
    Abs!

    • Lara NogueiraLara Nogueira diz

      Olá Marcela, tudo bem?

      Eu sempre viajei para a Chapada Diamantina com um carro pequeno e economômico sem problemas. Claro que uma SUV seria mais confortável, mas não é necessário, então fica a seu critério decidir a melhor opção para a sua viagem.

      Abs e aproveite, esse é o meu destino preferido no mundo 🙂

  3. AvatarCatherine Dimitriou diz

    Lara, adorei seu roteiro 🙂
    Obrigada por ter compartilhado com a gente!
    Vou para a Chapada agora em fevereiro 🙂

  4. AvatarDanielle diz

    Olá!
    Em quais cidades é indicado ficar hospedado para perder menos tempo indo aos pontos turísticos que indiciou?
    Você conseguiu ir a todos por conta própria ou contratou guia? Li em alguns sites poucos pontos turísticos indicados ir sem guia.

    • Lara NogueiraLara Nogueira diz

      Olá Danielle, tudo bem? Obrigada pelo comentário!

      Eu sou de Salvador e já visitei a Chapada Diamantina diversas vezes, então alguns passeios faço por conta própria e outros com guia. Mas, a verdade é que algumas trilhas são super tranquilas para fazer por conta própria e outras são melhores com guias ou a presença do guia é mandatória.

      A Cachoeira do Buracão e Fumacinha são exemplos de trilhas que exigem a presença de guias. A trilha do Morrão no Vale do Capão vale a pena ser acompanhada por guia, assim como as trilhas de Igatu. Todas as outras podem ser feitas por conta própria, mas tudo depende do quão confortável você se sente para fazer trilhas.

      Você vai amar a Chapada. É o meu lugar predileto no mundo 🙂 Abs e boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SUPER


descontos

Reserve a sua viagem utilizando os nossos descontos exclusivos!
EU QUERO!